09/08/16

Update


São Paulo, 04 de Agosto de 2016
Estou escrevendo isso pelo celular às 3:30. Passei o dia inteiro tensa, sentindo calafrios. Não consegui tomar banho de novo, arranquei um pouco a pele ao redor das minhas unhas da mãos e pés - mas não machucou - e chorei por nada pelo quarto ou quinto dia seguido. Eu não sei o que me deixa assim e como posso combater algo que nem entendo. Já é a terceira ou quarta semana que não me sinto bem e parece que cada dia piora. A única vontade que tenho é de passar o dia inteiro na cama, no escuro. Agora são quase 4 horas da manhã e eu não consigo relaxar para dormir. Minha garganta dói. Parece que vou sufocar.

23/04/16

AF&LBN - Dia Mundial do Livro


Já estamos no finalzinho do Dia Mundial do Livro, mas esse é o tema do mês de abril do AF&L Blog Network e eu não podia perder a oportunidade de postar ainda hoje. ;p

Para esse tema eu decidi responder uma TAG que já vi em quase todos os canais de literatura que acompanho e sempre achei divertida, é a TAG dos Livros Opostos criada pelo canal Minha Estante. Então aqui estão as minhas respostas para os 10 tópicos da TAG. :)

1) primeiro livro da coleção x último livro comprado

Muitos dos meus livros de infância/adolescência foram doados, então um dos primeiros da minha "coleção" atual é O Diário da Princesa de Meg Cabot.
O último que comprei foi Frankenstein de Mary Shelley (chegou ontem!).

2) um livro que pagou barato x um livro que pagou caro

Comprei O Silmarillion de J. R. R. Tolkien em uma promoção do Submarino, custou uns R$ 16,00 e fazia parte de um set que continha ele e o livro Contos Inacabados do mesmo autor, ou seja, saiu por uns R$ 8,00 cada! :D
O mais caro eu também comprei numa promoção, mas mesmo assim custou mais que qualquer outro livro que tenho aqui. O Mundo de Gelo e Fogo me custou uns R$ 65,00~70,00.
P.S.: Só quando tirei a foto percebi que os dois livros tem dragão e fogo na capa!


3) um livro com protagonista homem x um livro com protagonista mulher

Para a 3ª pergunta escolhi livros que me deram um mar de emoções.
Em Clube da Luta nós acompanhamos a vida e mente do narrador, mas seu nome nunca fica realmente explícito. Já no livro Garota, Interrompida, a protagonista é a própria autora: Susanna Kaysen.

4) um livro que leu bem rápido x um livro que demorou pra ler

Só não li Festa no Covil mais rápido porque fiquei economizando. Li em dois dias, mas se fosse contar as horas de leitura acho que nem chega a uma hora.
A leitura de A Fúria dos Reis, segundo volume de As Crônicas de Gelo e Fogo, foi bem lenta e o livro dormiu na minha cabeceira por uns 5 meses.


5) um livro com capa bonita x um livro com capa feia

Para essa TAG escolhi essa edição da Bloomsbury de Harry Potter and the Prisoner of Azkaban como um livro de capa bonita.
Dos livros que tenho, poucos tem capas realmente feias. A mais feia é dessa edição de bolso da Martin Claret com três obras de Gil Vicente (Farsa de Inês Pereira, Auto da Barca do Inferno e Auto da Alma). Tudo nessa capa é horrível! Uma confusão de cores e elementos... mal dá pra ler o que está escrito. D:

6) um livro brasileiro x um livro internacional

O representante brasileiro dessa pergunta é um livro que ainda não li: Carandiru de Drauzio Varella.
O livro internacional escolhido, Bird de Crystal Chan, foi comprado numa viagem internacional.


7) o livro mais fino x o livro mais grosso

O livro mais fino que tenho é A Última Canção de Bilbo com suas 34 páginas. Contra ele temos as 884 páginas de A Tormenta de Espadas, terceiro volume de As Crônicas de Gelo e Fogo.

8) um livro de ficção x um livro não ficção

Quase todos os livros que tenho são de ficção, entre tantas opções escolhi o incrível Senhor das Moscas de William Golding. Não tive muita escolha para um livro não ficcional, mas Um Gato de Rua Chamado Bob foi uma das leituras mais gostosas que já fiz.


9) um livro meloso x um livro de ação

Não sou muito fã de livros melosos, A Culpa é das Estrelas foi o primeiro que me veio a mente. :p
Quanto a livros de ação, acho que Herdeiro do Império foi um dos livros com mais ação que já li.

10) um livro que te deixou feliz x um livro que te deixou triste

O Hobbit de J. R. R. Tolkien foi uma leitura muito divertida e, diferente dos filmes, me deixou bem feliz. A Revolução dos Bichos de George Orwell também foi divertido de ler, mas os acontecimentos do final me deixaram pra baixo. ;_;


E é isso! Se você já respondeu ou vai responder, deixe o link nos comentários, vou adorar ler/assistir a resposta de vocês.

22/04/16

Just a little unwell...


Bom, vamos lá. Estou pra escrever esse post desde dezembro, mas nunca consigo. Já o ensaiei várias vezes na minha cabeça. Já comecei a escrever umas duas ou três vezes e apaguei tudo. Já pensei em fazer quase uma retrospectiva da minha vida até chegar a esse ponto, desisti por achar inútil. Pensei em esquecer sobre esse assunto e voltar com os posts normalmente. Como deu pra perceber, não consegui. Afinal, como é que vou esquecer um assunto que está presente em todos os segundos da minha vida? Algo que inclusive afetou o blog e me impossibilitou de postar aqui por meses.


Ano passado comecei a me sentir um pouco diferente. Eu sempre tive muita dificuldade em lidar com pessoas, mas não era apenas isso que estava me incomodando. Me sentia desconfortável em meetings lolita, extremamente deslocada na faculdade, sem vontade de sair de casa pra ir ao cinema ou almoçar fora, as vezes entrava em pânico e não conseguia abrir emails ou mensagens.
 
Percebi que a cada dia eu estava mais irritada. Uma raiva foi crescendo dentro de mim até o ponto em que eu basicamente só sentia duas coisas: ódio ou vazio. E essas duas coisinhas me esgotavam e me deixavam extremamente angustiada. Parei de fazer coisas que antes me deixavam satisfeita. Só tinha vontade de dormir, ler (mas isso também foi diminuindo com o tempo) e cuidar dos meus pássaros... Minha mãe diz que só não fiquei pior por causa dos meus pássaros. E é verdade! Por muuuuuuitos dias eles foram meu único motivo para sair da cama.

Na faculdade as coisas foram só piorando. Não conseguia prestar atenção nas aulas, não me sentia motivada a fazer os trabalhos, não conseguia estudar. Sentia apenas ansiedade. Um tempo depois também passei a sentir que a qualquer hora eu ía levar um tiro na cabeça ou cair no trilho do metrô. Ficava assustada por passar tanto tempo pensando em como seria a sensação se essas coisas acontecessem.

Resolvi procurar ajuda médica quando percebi que estava puxando a pele em volta das unhas e me coçando até machucar. Fui diagnosticada com transtorno misto ansioso e depressivo. Comecei a tomar antidepressivos e com o tempo meus sintomas físicos melhoraram. Já foi um alívio sair de casa sem passar mal.

Uma coisa que odeio é fazer terapia semanalmente. Mas é necessário para saber de onde vem essa ansiedade e depressão. :\ Minha psiquiatra não descarta a possibilidade de que eu tenha um transtorno de personalidade, especialmente o transtorno de personalidade esquiva (me enquadro em sete dos sete critérios).

Tenho me recuperado aos poucos e já vejo alguns progressos. Me senti muito bem nessas duas últimas semanas por exemplo. Fazia um tempão que não me sentia tão aliviada e produtiva. Deve ser por isso que finalmente estou terminando de escrever sobre esse tema aqui. :p

Enfim, era isso o que tinha pra falar. Estou cheia de ideias para novas postagens aqui e ainda preciso postar o último Lidos&Assistidos do ano passado e o primeiro desse ano!!!